17 de ago de 2010

Dia dos Namorados

Eu tive uma experiência estranha em relação ao último dia dos namorados.
Sou muito romântica e esperei algo diferente para este dia, confesso que também elaborei algumas "coisinhas" e dentre elas um belo jantarzinho surpresa com tudo que ele gosta e bem aconchegante.
Sabem o que me aconteceu?
Acordei naquele dia totalmente sem inspiração e força para fazer tudo o que planejei. Tentei várias vezes por em prática o presentinho, o jantarzinho e tudo o que fazia naquele dia dava errado. A mão para a cozinha eu acho que foi passear...
Puxa...foi frustrante para mim.
Ele se lembrou das flores e até estas me deram alergia naquele dia.
Você deve esta fazendo um  mal juízo de mim agora né? Ok, pode me descascar....
Mas...
Nos dias seguintes a este trágico monótono dia dos namorados, eu acordava toda inspirada.
Comidinha especial, perfuminho, roupinha sexy, olhar apaixonado.
Pode me chamar de louca, mas vou soltar um daqueles "Chavões": o dia dos namorados é todo dia, não só naquela data.
Me senti tão bem em ter que fazer tudo o que ele gosta, o que eu gosto, o que nós gostamos sem pressão de uma data.
Feliz "TODOS" os dias dos namorados para você!

Ana Maria Guedes Entreportes
formada em "nada"


Mande você também o seu texto filosófico, ou seja, o seu filosofar verbal para anamaria.entreportes@gmail.com que eu irei publicar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário